Dicas para – finalmente – começar a praticar exercícios físicos

Heeeeeeeeeeeeeeeyyy Bitches!!!

Incontáveis foram as vezes em que eu pesquisei, tanto no Google como no Youtube, formas de conseguir ter força de vontade pra começar a praticar exercícios – acreditem ou não.
E justamente por isso eu tou escrevendo esse post, pra dizer a vocês como eu consegui iniciar essa saga, pois não encontrei resposta em lugar algum nesse mundo virtual inteiro – mundo virtual, que vintage kkkkkkkk. Foco gente.

ponto de interrogação cor do blog
1. Estipule uma meta!
Mas não é tipo “pretendo perder 5kg, é assim: você se olha no espelho e vê especificamente o que quer mudar, o que quer mudar com todas as suas forças! No meu caso, eu quero muito deixar de ser tão fraquinha sabe? Não tenho resistência nenhuma, não posso nem varrer uma casa que já fico com a lingua pra fora, morta de cansada, como um cachorro com sede. Depois que você ver o que quer mudar, passo dois:

2.png


2. Escolha uma atividade que você goste!
Geralmente as pessoas costumam partir logo pra academia, já eu indico que você escolha algo mais leve, que você sabe que vai aguentar. Dependendo do desempenho você começa outras atividades. Eu comecei fazendo Muay Thai 3x por semana e faço uns exercícios – que eu chamo de circuito – 2x por semana, que lembra cross fit, MAS muito mais leve, MUITO MAIS. E é ao ar livre, o que já é bom demais pra mim que detesto aquele ar de academia, fechado e talz. Escolha algo que você goste, mesmo que só faça diferença no seu corpo a longo prazo, viu? Vá com calma!

5875c65b0e05cd2166ac33697a9b6b1c.jpg

3. Ponha os exercícios na sua rotina!
No meu caso, acordo sempre às 6h45min da manhã pra deixar meus irmãos na escola, então na volta, eu ficava em casa. Agora eu acordo 15 minutos mais cedo, como uma fruta e um Yakult, deixo as crianças na escola e na volta pra casa já passo na academia. Faço Muay Thai, caminho na esteira por uns 30min e pronto, vou pra casa iniciar meu dia! Agora, não vou mentir, se for pra eu sair de casa pra ir à academia, não iria mesmo! Eu sinto que adequando isso a minha rotina, fica mais fácil manter!
452c5f68f4335ee71ab114af214797a0.jpg

4. Não se arrume tanto pra fazer os exercícios!
Eu sei que quando a gente vai iniciar, já queremos comprar roupas novas, um tênis que combine e isso e aquilo. Eu mesma gastei uns R$ 300,00 quando pensei em fazer alguma atividade, e acabei que nem comecei. Agora que criei vergonha na cara, vi que isso não importa sabe? Nós estamos indo fazer os exercícios pra ficar bonitas depois, não nesse momento, até porque quanto mais você se arrumar, mais vai chamar atenção, e é o que você quer? Porque se for, ai sim colocar aqueles macacões estampados combinando com o tênis e umas meias estilo anos 1900 e lá vai bolinhas – nunca achei serventia pra isso.
Como tou dando meu exemplo em todas as dicas, vou dizer a vocês como vou aos treinos:
tênis azul, legging preta/roxa – são as duas que eu tenho – um top qualquer e ponho uma blusa masculina enorme por cima, pra fazer qualquer movimento sem me preocupar se vão ficar olhando pro meu bumbum ou não. SEM VAIDADE GERAL! Eu acredito de verdade que estou fazendo isso pra me sentir mais bonita em outras roupas, não nessas. Fora que se você tiver que perder tempo se arrumando, vai acabar desanimando e ficando em casa.

3.png5. Comece de onde puder!
Não fique procurando o cenário perfeito pra correr, ou uma companhia para ir a academia, nem mesmo fique dizendo que é muito caro. Faça um esforço, corte aquele gasto bobo e guarde para atingir seu objetivo, e depois, inicie pelo que você pode! Difícil é só começar, você vai ver!

 

Formas.gif6. Sinta que a cada dia de exercício concluído foi uma vitória!
De verdade! Eu costumo sentir isso no momento em que eu acabo o exercício, porque, sério, tem sido muito hard pra mim concluir até os exercícios mais “simples”! Então a cada fim de exercício, eu dou o gás e me sinto vitoriosa! Só nós sabemos como é o sacrifício e a sensação boa depois de cada vitória dessas. Por fim, agradeça por ter conseguido!

 

É isso gente! Espero que ajude vocês de alguma forma, são dicas que me ajudariam no tempo em que precisei mais. E é como eu disse, difícil é só começar! Depois de uns 4 dias você vai sentir um alívio por ter feito sua parte em relação a melhora que você quer ter, vai se sentir mais disposta, gente, até meu sono melhorou! E sinceramente, não há nada melhor do que ir dormir estando morta de cansada, não fica espaço pra insônia! Além disso, aos poucos você vai ficando toda fitness.

Bjbjbj!

 

 

 

Papo sobre Críticas no Snap e Auto Estima!

Eu sei que postar aqui no blog videos que já estão no YT há algum tempo é como jogar GTA usando códigos, MAS não custa nada mostrar a vocês que só me conhecem por aqui né?

Há aproximadamente um mês eu tava de boas assistindo uns snaps e em um deles uma pessoa estava dizendo que algumas modinhas combinavam com uns e com outros não, e que as pessoas deveriam se tocar disso. Não há como discordar disso não é? Afinal, é claro que algumas coisas combinam com alguns e outras não. Mas o vídeo que eu fiz foi justamente explicando que apesar disso, apenas você pode decidir o que combina com você ou não! Independente do que digam as pessoas que você admira e etc! E isso, essa coisa de se vestir da forma que você quiser está diretamente ligada ao fato: você se aceita ou não?

Eu tenho meus defeitos, tenho aquelas coisinhas que me incomodam e que eu prefiro esconder sim, mas acredito que é essencial que nós nos aceitemos exatamente como somos, o amor próprio, relacionado ao nosso exterior mesmo, é imprescindível!

E podem ter certeza, é muito melhor aparecer feia em uma foto e surpreender as pessoas com a sua beleza quando pessoalmente do que aparecer linda nas redes sociais e ser diferente na vida real. Lembrem-se: a vida real é a vida que vale! 

Vamo assistir a parada?

 

Espero de coração que vocês não só tenham gostado do vídeo, mas que tenham absorvido o que eu tentei dizer para as vidas de vocês!
VOCÊS SÃO LINDAS EXATAMENTE COMO SÃO!

Ah! Se você quiser me seguir no snap, é: yohannagondim 🙂 

P.S.: Esse assunto também vai render demaaaaais aqui no blog hein!

Sobre pensamentos e confiança

Oi pessoal!

Eu tava ali quietinha lendo um livro – logo logo falarei qual é – que explica bastante sobre a força que o nosso pensamento tem sobre os acontecimentos da nossa vida. Mas disso todo mundo já sabe né? Né? Mesmo?

Só por bom senso nós temos a noção de que ter maus pensamentos e preservá-los não nos faz bem, lógico. Até porque, quanto mais pensamos em coisas ruins, mais nos afundamos nesses pensamentos e acabamos caindo na bad. Sabe quando estamos tristes por algum motivo e em vez de irmos ouvir uma música animada ou conversar com alguém que nos faça sentir melhor, acabamos colocando uma música bem dark pra tocar e ficamos trancados no quarto como se a vida – ou o sentido dela – não existisse mais? Pois é, desde quando isso melhorou o que sentíamos? Ao contrário, só deixou a situação pior do que estava, né verdade?

O post de hoje é justamente para dizer a vocês que o inverso disso também funciona, e mais que isso: se você estiver triste, mas tentar ao máximo evitar pensamentos mais tristes e conseguir resolver seu problema sem cair na bad, você, além de se sentir bem, vai atrair coisas boas!

E isso é lógico não é? Pra mim, não era! Apesar de sempre ter tentado manter os bons pensamentos acima dos ruins, eu nunca havia percebido que esse simples hábito me traria situações que me fariam ainda mais feliz! Traduzindo a vocês o que eu sinto de outra forma, posso dizer que o que chamo de pensamentos bons se trata da confiança que eu tenho de que tudo dará certo, apesar de qualquer coisa! Tenho uma fé inabalável no Ser Superior e tenho certeza absoluta de que Ele faz com que tudo, absolutamente tudo, conspire a favor da minha felicidade! E apesar de eu não ter como explicar e provar que coisas boas me aconteceram em seguida, aos leitores que confiam em mim, digo: faça o teste!

Parece muita audácia da minha parte né? Mas sabe, já provei dos dias em que sai de casa arrumada, maquiada e com um salto enorme, mas me sentindo feia, ou apenas não me sentindo bem, e nesses dias, nenhum elogio foi me dado, nem mesmo um olhar diferente. Mas também já experimentei sair de chinelas havaianas e sem make alguma, mas me sentindo tão bem comigo mesma, que não só uma, mas várias pessoas me olhavam com admiração. Trata-se de auto estima, e me diz, qual a diferença desta auto confiança, com a que descrevi anteriormente? Porque você pode ter certeza de que está bonita, mas não pode ter a certeza de que o Universo conspira a seu favor?

Como acho que já escrevi demais, vou encerrar meu texto falando sobre aquele ditado que diz “colhemos aquilo que plantamos”, e dizer a vocês que isso abrange todas as áreas da nossa vida, todas as relações, e inclusive – e também principalmente – a relação que temos com nós mesmos!

E se não acredita em mim, aviso que você não vai perder nada fazendo o teste! E caso seja difícil acreditar realmente no que você está tentando confiar, inicialmente, indico uma atividade: escreva em uma folha de papel frases que iniciem com “eu sou/sei/tenho” e termine com características boas que você tem, e com com as que você gostaria de ter, exemplo:

“eu sou feliz”
“eu sou confiante”
“eu sou amada”
“eu sei resolver meus problemas”
“eu sei que Deus me ama muito”
“eu sei que tudo conspira a favor da minha felicidade”
“eu tenho amigos incríveis”

E leia todas as frases para si mesma diariamente, se olhando no espelho, até que isso realmente faça parte de você! Confiança é uma das características mais importantes que precisamos ter para sermos felizes, acredite!

Eu disse que ia encerrar o textão e não encerrei né? Beijo beijo beijo!