Tipo um pedido

Ontem eu inalei gás hélio, olhei pra uma amiga e disse
“- Quero ser uma blogueirinha que nem você”

Daí rimos e ela respondeu, ainda brincando, ” -um fracasso”, e rimos ainda mais.

Claro que estávamos brincando, na maior da galhardia, mas sabe, hoje em dia é tanta pressão que sinceramente, é difícil manter os nossos objetivos intactos diante do que as pessoas cobram da gente – falei bonito.

Sabe, boa parte das meninas e eu, por exemplo, criamos um espaço aqui na internet pra falar de besteira, de vivência, de experiência, e não pra fazer um manual de como viver, de como ser uma garota tumblr, essas coisas modinhas. Aí, nessa época em que parece que ninguém mais quer ler, a gente se sente mesmo meio bad pelas palavras não fazerem tanto sucesso quanto um look do dia. Fale sério, é triste.É triste que uma foto do instagram de alguma it girl tenha mais visualizações do que o texto lindo que a Isa Ribeiro fez sobre ter uma vida mais leve, ou sobre saber lidar com a tristeza, sabe, é claro que andar por ai com uma ropínea massa é super cool, mas olha que cliché: andar com o coração cool é mais massa ainda!

Esse post é bem direcionado àqueles que deixaram de escrever porque de repente se preocuparam mais com o conteúdo que as pessoas querem do que com o que elas estão afim de falar.
Gente, é tão incrível ler e sentir aquilo que o escritor quis passar, é tão incrível se sensibilizar, é tão tão incrível ler algo que parece que foi escrito pra você… E claro, gosto é gosto, mas pra mim, é muito mais incrível isso tudo que falei do que ver um cropped com o nome “adidas” combinado com um tênis branco e ficar só no desejo. Isso passa. Moda passa. Inspirações de vida, conhecimento, ficam.

Para os que escrevem,
Lets write, babys ❤

Para os que lêem,
Paciência 🙏

Anúncios